quinta-feira, 12 de abril de 2007

Adeus


A minha madrugada
De prazeres inventados
Incendeia-se na luz real!
Ardem os laços que nos ataram,
Perco-me no labirinto das vielas que me levaram a ti!
O mapa que inventei para te encontrar fez-se cinza
E a rua por onde te passeei
Desapareceu ao fundo da minha saudade.
Mas não ficas perdido
Nesse mundo que não conheces.
Os momentos acompanhar-te-ão,
As palavras que aqui lanço
Levam-te a minha mão...
Para dizer adeus!...

12 comentários:

poetaeusou disse...

/
De prazeres inventadosxi
/
xi
/

Escorpiana Explosiva disse...

fiquei sem palavras muito lindo imagem e palavras bjo

MARIA VALADAS disse...

O poema está sublime!

Um adeus...escrito com alma!

Muito lindo...apesar do...adeus, ser triste!

João Cordeiro disse...

Querida amiga, muito obrigado pela compra do meu livro.
Certamente que te faço uma dedicatória com todo o prazer...

Onde ou como o compraste?
Não és do Norte??

Beijinho sonhador

Diário de um Anjo disse...

Adeus, essa palavra que eu detesto:-(

Vera Carvalho disse...

Assim se ateia o fogo a um amor passado.
Gosto da tua poesia.
Aqui deixo os votos de uma boa semana e um grande abraço.

João Cordeiro disse...

Bem se vê que és uma mulher do Norte... desenrrascada q.b.

Não sabia que se podia encomendar na Fnac ;-)

Mais uma vez obrigado e prometo autografar... quando? Não sei ;-)


Beijinhos

Skin on Skin disse...

O adeus é sempre doloroso...mesmo que sejamos nós a dizer! Palavras com todo o sentido para mim!

Beijokas on skin

António disse...

Querida Goreti!
Um forte poema de ruptura com um passado.
Desta vez não mantiveste o erotismo habitual, mas a força poética aqui está.
Todinha!
Obrigado pelo teu comentário ao meu conto "A mulher invisível".

Beijinhos

Delírios da Eva disse...

Adeus, palavra triste!

Todos nós temos de dizer "Adeus" em vária etapas da nossa vida!

:)

sonhadora disse...

Acordei no meio do sonho. Beijos, carícias, onde estão?
Beijinhos embrulhados em abraços

sonhadora disse...

Acordei no meio do sonho. Beijos, carícias, onde estão?
Beijinhos embrulhados em abraços