terça-feira, 30 de janeiro de 2007

Viagem astral


Entre as dunas escaldantes dos meus seios,
Escorres teu sonho molhado...
Apontando o céu,
Te sonho nu,
Arranhando os pêlos de teu peito,
Me pedindo mais!
Passeias-te por mim,
Numa magia de acaso,
Numa paisagem sem lua nem sol...
Sem pudor, te peço que te entranhes em mim,
Me varras as formas
Com o vento de teus suspiros
E regues de chuva abençoada
As planícies áridas do meu ventre.
Quero-me tua escrava,
Tu queres-me companheira...
Penso-me tua cobaia,
Quero-te de corpo fresco,
De cume apontando as estrelas,
Apontando o solo
Só quando tiveres gemido de prazer,
Devorado a minha boca húmida
Da miragem que tornei realidade!
Nas areias quentes do meu deserto
Dei de beber à tua sede
Num amanhecer único
De viagem astral!

7 comentários:

António disse...

Altos, Vermoim, Maia, Porto, Portugal, União Europeia.
Chega?
ah ah ah

Beijinhos

António disse...

a.castilho.dias@clix.pt

António disse...

Olá, M.!
E agora o poema:
Com elevada carga erótica, o que lhe dá muita força.
Gosto de poemas fortes.
Gosto deste poema.

Beijinhos

Alexandre disse...

Esta era uma viagem em que eu queria embarcar também...


«numa magia de acaso»

«com o vento de teus suspiros»

«da miragem que tornei realidade!»

«Num amanhecer único de viagem astral!»

LINDO, Lindo, uma das «viagens» mais bonitas que me foi dado «percorrer»... O erotismo pode ser sensual, muito sensual....

Obrigado!!!! Muitos beijinhos!!!!

Dionísio Dinis disse...

A sensualidade na máxima intensidade elevada à suprema arte poética,nunca se pode sair ileso depois de mergulhar num poema assim!
Aqui tudo respira saber fazer e, cito:

Sem pudor, te peço que te entranhes em mim,
Me varras as formas
Com o vento de teus suspiros
E regues de chuva abençoada
As planícies áridas do meu ventre.
Quero-me tua escrava,
Tu queres-me companheira...

Apenas alguns versos superiormente belos, com de resto todo poema!Bravo poetisa!

Diário de um Anjo disse...

Muito bonito!!!
Gosto muito dos teus poemas. Tens um estilo muito peculiar e sensual:-) Parabéns!!!

last_prophet disse...

um poema sensual, o teu estilo ;)