segunda-feira, 26 de março de 2007

Emoções


A manhã rende-se ao vento Sul...
Sem pudor, veste-se de negro...
Sensual, busca a Lua
Mas ela foi-se!...
O sol brilha...
Num trono de diamantes,
Ofereço o meu corpo às tuas mãos...
Centelhas de emoções
Gritam o teu nome
Mas a distância amanheceu em ti!
Perco-me nas minhas ousadias,
Perco-te nos teus êxtases
Lançados à saudade,
Abraçados a outros sonhos!
Estendo as minhas mãos
E apenas encontro fios de dor
Que caminham para o Infinito!
Tacteio a tua boca
E encontro pétalas de vento
Correndo para o Paraíso!
E a minha voz cruza os céus,
Toca-te a pele,
Sussurra ao teu ouvido
Que habito a Noite
E o Silêncio...
E nem as mãos do meu pensamento
Te conseguem afagar!

7 comentários:

poetaeusou disse...

***
METAMORFOSE
*
vento negro
pudor ao sul
sol em lua
centelha de diamantes
ousadias extasiantes
lançada ás dores
dos infinitos ventos
os céus sem paraiso
silencia pensamentos
*
b)
***

Farinho disse...

Lindo...





Beijocas

Lu@r disse...

Bem...
Delicioso...

:)

Quem escreve como tu merece a minha dedicação, venho te ver mais vezes.

Posso?

Beijo meu

Vera Carvalho disse...

Com um poema como este a tua voz cruza os céus, revolta as marés e enfeitiça a lua! Lindo:)!

Mário Margaride disse...

Com todas estas emoções, que mais há a dizer...belo!

Beijinhos

Jorge Bicho disse...

emocionalmente lindo este teu poema. Um beijo
JB

Vera disse...

Lindíssimo!!!
Carregado de emoções que nos provocam sentimentos... Tal como eu gosto!!!

Beijinhos