sexta-feira, 23 de março de 2007

Manto


Deixo escorrer os olhos pelo tempo...
Revivo emoções...
Inundam-me a alma em voo livre,
Evaporam-se-me na pele!
Aspiro os resíduos sólidos,
Pedaços de ti,
Devaneios colhidos numa Primavera serôdia!
Voo na tua ausência
Em crepúsculos atrasados...
Por instantes,
Devaneios estonteantes
Acariciam-me o rosto.
A brisa dos sentimentos
Lança-me no rosto
O aroma da tua presença...
Mas a corrente das sensações
Afoga o coração,
Destrói os diques do amor,
Arrasta a afronta e o despeito,
Trespassa-me a alma,
Salta a colina da paz,
E desce aos vales da dor!...

E não há fantasia,
Arrepio
Ou suspiro
Que desagúe na minha noite
Vazia de coxas perfumadas de maresia!
E o meu querer veste-se de vulnerabilidade!
Nua, perante a tua noite,
Deixo cair sobre mim
O manto vago do fim!

6 comentários:

Entre linhas disse...

Um poema muito bem enquadrado com a imagem,parabéns.
Desejo um óptimo fim de semana com
muito amor e paz.

Beijinhos Zita

poetaeusou disse...

»
suspiros
perfumados
de aromas
brisiantes
dos
crepúsculos... «««
»
xi
»

Mário Margaride disse...

Não te cubras com manto negro. Cobre-te sim, com manto bordado de muitas cores, e de perfumes inebriantes, de amor...

Beijinhos

António disse...

Querida Goreti!
É incrível a tua facilidade em escrever poesia.
E poesia que vale a pena ler.
Este é mais um exemplo.

Obrigado pelo teu comentário ao meu texto "Adoramos o papá!".

Beijinhos

Seda disse...

Olá MGD
Bom dia!...
Como é gostoso ler tua escrita...
Meu dia e minha semana começam com muita inspiração quando venho aqui,e depois que sair, minha alma ficará suspirando por muito tempo ainda...
Simplesmente LinDooo!!!
Desejo uma super semana pra ti...
Bjos
SEDA!

Natalie Afonseca disse...

Sempre muito boa a tua poesia!
É de ler e reler as vezes que for preciso!! :))))))))

Adorei!
O meu manto....

Beijinhos