segunda-feira, 19 de março de 2007



Entoo uma canção de amor
Em cada murmúrio...
Cada melodia saída dos meus lábios
É um convite à luxúria...
Moves-te em movimentos graves e agudos
De uma partitura que me ensinas,
Feita de toques e carícias...
O laço que a nossa música teceu em nós
Prendeu-me...
Desataste-te!
Persistiram através dos tempos,
Num céu de olfactos,
Os aromas sensuais!
Aspirei-os para além do tempo
E da saudade...
O acaso nos juntou,
Mas a voz do silêncio
Roubou-te das partículas do meu sonho
E eu fiquei só,
Relembrando apenas os momentos da partida!...

13 comentários:

Narcisus disse...

Muito bonito.

Não relembres apenas os momentos da partida. Com certeza terás muitos e bons momentos mais para recordar.

Beijinhos

Kalinka disse...

Amigos e Amigas,

convido-te, espero que aceites, é um dia especial para mim, foi neste Mundo que nos conhecemos e isso para mim é muito importante.

Hoje é dia de Festa - o 2º aniversário do KALINKA. Espero-vos para o tchim-tchim com o espumante.
COR - ALEGRIA - ANIMAÇÃO - MÚSICA serão constantes durante todo o dia.
Escolhi um lugar paradisíaco; compareçam com traje normal, à vontade; estarei todo o dia à vossa disposição; haverá momentos de poesia, convívio e até dança, além dos comes e bebes.

Bruno Pereira disse...

Muito bem :)

Jorge Bicho disse...

Cada vez estás melhor e mais viva, as palavras como ferro quente, marcam cada passada do poema e descobrem-te.
gosto muito desta tua poesia.
um beijo
JB

Fallen Angel disse...

( Lindo... arrepiante..)

« Faço da solidão um castelo que me defende... mas faço um castelo para ter animais no fosso e guardas nas ameias... não estarei mais só...»..

Bosco Sobreira disse...

Vim retribuir sua amável visita e me deparo com uma poética densa, bem tecida e uma Poeta de raro talento.
Espero retornar sempre.
Muito obrigado pela generosidade do comentário.
Um beijo afetuoso.

poetaeusou disse...

//
METAMORFOSE
/
murmurado amor
partitura labial
luxuria tecida em nós
nó de silencios e momentos
movientos careciantes
saudades dos odores
partida dos acasos
/
b)
//

João Cordeiro disse...

Excelente momento de solidão.
Foi como me senti ao ler-te.

Beijinho sonhador e criativo ;-)

António disse...

Olá, Goreti!
Um bom poema com a imprescindível faísca erótica.

Obrigado pelo teu comentário ao meu conto "Falta de água".
O que tu dizes de os homens preferirem as mulheres mais novas é verdade quando tem mais de 40 ou 50 anos.
Mas quando estão na casa do 20 ou 30, muitas vezes preferem uma mulher madura, mesmo mais velha.
Sei do que falo...ah ah ah.

Beijinhos

Mário Margaride disse...

Belíssimo poema, minha amiga!

Beijinhos

Escorpiana Explosiva disse...

lindissímo poema.

Farinho disse...

As melhores musiacas são aquelas que fazemos com quem amamos, e quando chega a partida custa esquecer essa melodia tão bem tocada por vocês.

beijocas

Papoila disse...

Olá!
Hoje é Dia Mundial da Poesia, Dia Internacional Contra a Discriminação Racial, Dia Mundial da Árvore e da Floresta e a Primavera começou aos 7 minutos de 21 de Março no hemisfério Norte…

Procuro as melhores palavras para escrever…
Apanho uma… escapa-se-me … foge…
escolho outra… nem sempre permanece...
Procuro bons sentimentos… boas sensações…
amor… paixão… segredos...
E pelo caminho vou encontrando
muito mais do que procuro...
Encontro por vezes o que não imagino…
Para atingir o que procuro
hei-de encontrar o necessário
entre as melhores palavras
para poder dizer-vos
o que vos devo…

A Papoila festeja 20000 visitas e um ano de blogosfera e tu muito contribuíste para tal. Bem-Hajas!
Beijo