quarta-feira, 25 de abril de 2007

Serviço postal


Espero,
Olhando a linha do horizonte,
O nascer do meu sol...
No mar da minha alma,
O sol se pôs,
Ontem e todos os dias,
Deixando-a negra,
Porque a Lua Nova me castigou.
Hoje este mar mágico,
Repleto de sentimento,
Separa-me de ti mas,
Na serenidade destas confidências,
Consigo tocar-te,
Cada vez que mergulho nas águas da Saudade,
E respirar-te
Na maresia de oceanos de desejo!
No espelho das águas,
A brisa desenhou o teu rosto
E pintou-o de ternura!
Esta manhã,
Ofereço a colina dos meus seios ao teu amanhecer,
Sopro um beijo perfumado de paixão
E ele percorre a distância entre nós,
Embrulhado nas palavras que te envio,
Num serviço postal inexistente!

9 comentários:

SEDA disse...

Olá MGD
Passei pra deixar um bjos...
estarei me ausentando temporariamente...
Agradeço pelo carinho que venho recebendo e...
Assim que estiver recuperada, voltarei....
Bjos
SEDA!

António disse...

Olá, Goreti!
Gosto também deste poema.
Metafórico, bonito e...teu.

Obrigado pelo teu comentário à parte II d'"O tímido", ó "anónima".
ah ah ah

Beijinhos

Sei que existes disse...

Mais um poema bonito!
Beijinhos

Vanda Paz disse...

Olá Goreti
Esta tua poesia encanta-me...
É linda
Beijinho

Tália

Escorpiana Explosiva disse...

linda poesia devemos sempre seguir enfrente e observa a beleza q Deus coloca diante de nossos olhos,nunca devemos desistir de nossos sonhos no meio do caminho por simples fato da estrada ser longa pois que luta sempre chega onde quer.bjo

Farinho disse...

Triste, mas muito bonito, bem construido.

Gostei muito da foto.


Beijocas

Entre linhas... disse...

O nascer do Sol é mágico,transforma os poemas em raios em ternura.
Bom fim de semana
Bjs Zita

Anónimo disse...

Lindo, minha amiga!))) Um beijo e um até breve.))

António disse...

Olá, Goreti!
Já não postas desde o dia 25.
Andas muito preguiçosa...eh eh.
Obrigado pelo teu comentário final a "O tímido".
Dei-lhe um "happy end"...sou bonzinho...ah ah ah.

Beijos meus