segunda-feira, 29 de outubro de 2007

delírio





Chamo por ti!
Ouço a tua voz
Vinda do meu lado.
Volto-me.
Estendo um braço,
Não te encontro
E,
Desesperadamente,
Eu procuro o teu corpo,
O teu rosto,
As tuas mãos,
Os teus braços,
Os teus lábios
À espera de amor.
Eu ouvi a tua voz!
Porque não te encontro?
Onde estás?
Onde estás, meu amor?
Responde,
Fala outra vez,
Eu preciso de ti.
Não!
Agora, mais que nunca,
Eu sei
Que não te ouvirei dizer
“Amo-te querida”,
Que jamais voltarei a sentir
Os teus dedos meigos
Deslizarem na minha face!

20 comentários:

MIMO-TE disse...

Belo poema sobre um amor :) Espero que ele volte depressa!

Beijos e mimos

Olhos de mel disse...

Belo poema! Cheio de vida e paixão! Torço por você!
Que sua semana seja de grandes realizações!
Beijos

António disse...

Minha querida Goreti!
Delírio, ilusão, alucinação, falsa sensação...tudo muito bem descrito neste teu estupendo poema.

Beijinhos

Fallen Angel disse...

Mais um poema de abandono... tristemente belo, lamentavelmente envolvente.. lindo.

Beijos.

Eärwen Tulcakelumë disse...

Simplesmente belo!

Agradeço o carinho da visita.

Pérolas incandescente de luz.

Eärwen

T u r t l e M o o n disse...

maravilhoso!
mt bom ler-te...
bjs

JOSÉ NEVES disse...

Uma verdadeira declaração de amor.

Excelente poema.

Abraço com Amizade.

Teté disse...

Gostei muito do poema! Triste! Desiludido e desalentado! Sentimental!
Mas belo!
Tem um bom dia!

MIGUEL BARROSO aka Girassol disse...

bela descrição.

Bruxinhachellot disse...

Um delírio apaixonado.

Beijos enfeitiçados.

Sandra Rocha disse...

Obrigado pela tua visita e comentário no meu cantinho.

Tens poemas muito lindos, continua.

Laura disse...

Olá, passamos a vida à espera que ele dure e perdure, mas, já vimos que não pode ser assim...mais de metade ficam pelo caminho, e, entretanto, vamos esperando e sonhando. beijinho de mim...

Brancamar disse...

Um delírio magoado, de saudade! A poesia é feita de muitos delírios, outros se seguirão exultantes de alegria!
Beijinhos

Olhos de mel disse...

Passei pra lhe ver e deixei beijinhos...

Bichinho disse...

Belo.
Beijo fantasma.

Isa&Luis disse...

Olá,

Belo poema, um Grito de amor...saudade.

Beijos e sorrisos para ti

Isa

efeneto disse...

Perdi-me em mim
Onde sempre me procurei
Entre palavras e sentidos
Onde sempre me demorei
Entre versos feitos de cetim

Perdi-me em mim
No onde e no entre assim
No princípio, meio e fim
Perdi-me em mim...

Apenas me achei para lhe desejar
Bom fim-de-semana
Na companhia de quem ama...
Que pode ser, família, amigos
Não interessa
Um hino ao amor em todo o seu explendor...um beijo de amizade

Oliver Pickwick disse...

Olá, Goreti! Estou de volta à sua página. Visitei, como havia me sugerido, o fórum EscritArtes. Bons trabalhos encontrei ali.
Gostei deste seu último post, Delírio, melancolicamente belo.
Apareça e tenha um ótimo fim de semana!

Vieira Calado disse...

É assim o amor.
E o poema vem dar-nos esta imagem de paixão, límpida, quase comovente.
Beijinhos.

Jorge Bicho disse...

és linda. adorei este teu texto
beijos
JB