sábado, 17 de novembro de 2007

Encantos

Olho-te nos olhos com paixão,
Sorvo o mel em teus beijos.
Entrega-me teu coração,
Satisfaz meus desejos!

Toma-me nos braços com ternura,
Afaga meu corpo ao de leve.
Meu olhar, em adoração pura,
Seu brilho aos teus o deve.

Prendamos nossas brancas almas
Num laço de amor verde
Feito de frescas palmas
Em cuja cor até o mar se perde!

No céu, brilham douradas
Pela pureza do sol poente.
Ah! Almas encantadas!
Ah! Encantos de duende!

Feiticeiras desgarradas,
Apartai-vos no feitiço
Que vos torna desgraçadas
Sem sequer dar por isso!

15 comentários:

Sei que existes disse...

Lindo poema!
Beijinhos grandes

Eärwen Tulcakelumë disse...

Gostei imenso do que aqui li.

Pérolas incandescentes de inspiração.

Eärwen

7 Pecados Mortais disse...

Um encanto de amor que procura desafogadamente a correspondência. O encanto que possui com certeza que desta forma conquista o seu amado. Gostei. Beijinhos

rui disse...

Olá Goreti

Está maravilhso!
Respira-se nas palavras o perfume dos afectos.

Beijinho

João Cordeiro disse...

Lindo como sempre.


Beijos

poetaeusou . . . disse...

*
encantados
,
encantos
*
xi
*

Carla Costeira disse...

Olá :)

Belíssimo poema, AMEI!!!

Beijinhos

livia soares disse...

Grata pela visita ao meu blog.
Estive passeando pelos seus (quatro) e pretendo voltar com mais calma, pois há muito o que desfrutar. Resolvi comentar neste aqui. A idéia dos amantes afundando juntos, enlaçados no encantamento... identifico-me com ela. E vc escreve de um modo que entrelaça belamente o sentimento e a sensualidade. Muito interessante.
Um abraço.

Olhos de mel disse...

Poxa lindo demais! Amei! Fique com Deus!
Beijos

inês disse...

gsoto de ler, mas nunca sei muito bem o que escrever!


b&a

inês disse...

nem te atrevas... vamos dar "a volta"!!!

Beti disse...

Lindo mesmo!:)
beijinho grande!:)*

Fallen Angel disse...

Uma vez mais.. belo. Imensamente belo.

Bruxinhachellot disse...

Distribuíste pozinhos mágicos nas frases desse poema e conseguiste o objetivo, deixar-me encantada.

Beijos enigmáticos.

António disse...

Querida Goreti!
E as tuas quadras de amor popular continuam...
Gosto particularmente da segunda.

Beijinhos