sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Vive

Reclina a tua fronte em meu peito,
Descansa a tua dor em minha paz;
Conta-me da mágoa que em teu leito
Escondes calado, sem palavras vãs.

Deixa-me secar essas duas lágrimas
Que teimam em bailar num mar de algas,
Percursoras de vidas ázimas
Que urge fermentar, mas que tu salgas.

O carinho e a ternura semeiam-se,
Adubam-se, livram-se de ervas daninhas,
Guiam-se para a luz e anseiam-se
Doçuras que tu apenas adivinhas.

Corre e apanha a vida que não vives,
Salta e percorre uma outra etapa,
Solta a alma e verás que sobrevives
E nem um fio de luz do Mundo se te escapa.

Estende a tua mão, eu te amparo
Abre o teu coração, eu te entendo
Mas não te abatas que é ignaro
Quem deixa a luta vencedor sendo.

Nasceste para lutar e depois vencer
Assim te quero, assim te sinto
Olha-me nos olhos, vais ver
Outras algas que te prendem. Não minto!

Vem! Corre a meus braços e chora
Grita, sufoca, blasfema ou ri.
Pouco importa se, por ora,
Não quero ver mais do que já vi!

http://www.escritartes.com/forum/index.php?referredby=3

20 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Excelente poema cara amiga.
Muito bem construído.
Bfs, beijinhos.

GarçaReal disse...

Corre e apanha a vida que não vives...

Belo

Bom Fim de Semana

bjgrande

Um Momento disse...

Pela primeira vez que aqui venho... e fico encantada com tão belo poema
Parabéns... está lindo:)
Gostei imenso
Grata
Beijo de noite serena
(*)

António disse...

Querida Goreti!
...e a saga continua...
Gostei particularmente da última.

Beijinhos

Vieira Calado disse...

Um belo poema em forma de quadras
bem elaboradas.
Gostei.
Bom fim se semana.

Gata Verde disse...

Lindo poema.
Obrigada pela tua visita.

Beijocas e bom fds

Fernanda e Poemas disse...

Olá, grata pela sua visita ao meu cantinho,
adorei as suas palavras.
Mas vim encontrar um blogue com uma poesia lindíssima.
Beijos,
Fernandinha

gaivota disse...

0brigada por teres visitado o meu cantinho
este poema é muito lindo, como dizes, vamos lutar e muito, se queremos vencer...
beijinho

Kalinka disse...

OLÁ
Tenho-me queixado de violência doméstica, já foi física mas ultimamente tem sido mais psicológica.

Acabo de visitar um blog que diz:
25 NOVEMBRO: DIA INTERNACIONAL CONTRA A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
A violência doméstica, nomeadamente a violência do género, é uma realidade que envergonha o mundo em pleno século XXI. Em Portugal foram registados, em 2006, segundo a UMAR, 20.595 situações de violência doméstica. Entre as agressões, incluem-se 39 casos de homicídio e outras 43 tentativas. No entanto estes números não revelam toda a realidade pois muitos casos não chegam a ser participados. Se fores vítima, ou testemunha, não hesites em denunciar!

Em caso de urgência liga o 800202148.
Apresenta queixa às autoridades competentes.
Pede apoio à APAV- Associação de Apoio à Vítima
Tel. 707200077 e-mail: apav.sede@apav.pt

ADERE A ESTA INICIATIVA E PUBLICA UM POST DE INDIGNAÇÃO.

Desejo-te um excelente domingo.

Isabel-F. disse...

Um belo poema.
Gostei muito.
Parabéns.
____________

obrigada pela visita lá ao meu sítio e palavras deixadas ... volta sempre ...

beijinhos

Daniel Aladiah disse...

Poema cheio de força!
Um beijo
Daniel

Silvia Madureira disse...

Nada melhor do que sentir um ombro amigo.

beijo

De Amor e de Terra disse...

Apelo apaixonado e sensual.
Gostei Muito!!!


Voltarei.


Bj

Maria Mamede

Olhos de mel disse...

Oie Goreti! Deixei um recadinho pra você em um dos comentários que deixou lá em casa sobre o Escritartes, infelizmente tentei muito entrar e não consegui. Deixei o olhosdemel1@bol.com.br pra ver se através de você, dá certo.
A poesia... linda!
Que sua semana seja de realizações!
Beijos

rui disse...

Olá Goreti

Reclino-me, mas para melhor sorver as palavras que semeias.
Está lindo!

Beijinho, Goreti

Miosotis disse...

'Reclina a tua fronte em meu peito,
Descansa a tua dor em minha paz;
Conta-me da mágoa que em teu leito
Escondes calado, sem palavras vãs.'

Gostei profundamente desta estrofe... que poderia ser uma curta ode de apaziguamento para todos os seres que são violentados na sua essência!

Sensibilizada pelo olhar poisado em 'fragmentos'!

MiguelGomes disse...

Obrigado pela tua passagem no meu blog. Deixei lá um link para aqui e prometo, assim que tiver um pouco mais de tempo, voltar e comentar com mais "cuidado" os teus poemas.

Fica bem,
Miguel

herético disse...

agradeço a tua presença amiga e o teus comentários.

os teus poemas são muito belos...

grato.

poetaeusou . . . disse...

*
Grita, sufoca, blasfema ou ri,
e,
chora o sublime choro
*
xi
*

Fallen Angel disse...

Excelente, excelente e excelente.. talvez um dia queiras voltar a ver mais do que já viste. Eu quero voltar a ler mais aqui do que já li. Bem mais.

Beijos.