quinta-feira, 15 de março de 2007

Ausência



Na distância de um sonho,
Cravo o meu desejo na tua ausência!
Seguras-me o deslizar do meu corpo no teu
E travas o meu ondular de serpente em ti.
Ofereço os meus seios à brisa dos teus suspiros
E recolho a paixão na ponta dos teus dedos!
Quando chega até mim o aroma do teu desejo,
Misturo-o com o meu
E, embriagada,
Me ofereço!
Escorrego para dentro dos teus braços
E das tuas negações...
A minha pele exala perfumes desconhecidos,
Descontrolados,
Molhados,
E a minha língua lambe a distância que separa as nossas bocas!
Abro, então, as portas ao teu desejo,
Degustas-me impregnada de ti...

Espalhada por nós,
Eu decifro os teus movimentos
No emaranhado inexistente
Das nossas roupas aninhadas no chão!

8 comentários:

foreveryoung disse...

O amor é fabuloso!
Bjs

pé descalço disse...

PoesiaMGD

gostei do quadro poético dessa ausência
tanto quanto gosto de partilhar
a minha paixão pela poesia

João Cordeiro disse...

Amiga querida, cada vez estou mais convencido que somos como o vinho do Porto... quanto mais velhos, melhor :-)
Adorei o teu texto.

Beijoca criativa e sonhadora

Fallen Angel disse...

A roupa emarinhada no chão é uma imagem comovente... quando conseguimos abrir os olhos para a ver. :-)

Excelente... como sempre.

Bom fim de semana.

Mário Margaride disse...

Poderia dizer muito sobre este poema. Mas direi somente, que é sublime!

O porquê? De mais nada dizer, de certeza saberás.

Beijinhos

Conceição Bernardino disse...

CONVITE


Olá,
Queria convidá-lo para o lançamento do meu primeiro livro de poesia, que se realizará no dia 6 de Abril às 22h30 (Sexta – feira Santa), no Blá,Blá em Matosinhos na rua Brito Capelo nº 1085.
Gostaria muito de ter o vosso apoio e presença pois nem sabem o quanto este momento é importante para mim e a sua companhia me trará mais força.
Gostaria de quem pudesse ir pois tenho os devidos convites e gostaria de saber quem vai estar presente para entregar o convite pessoalmente.
Muito obrigada.
Apareça será um prazer conhece-lo.
Beijinhos
Conceição Bernardino
Aqui fica o meu correio electrónico para quem quiser dar a resposta pessoalmente
conceicao.mami@sapo.pt

poetaeusou disse...

*
Espalhada por nós,

*
até
*

Menina do Rio disse...

A ausência as vezes aproxima mais que a presença... Tão distantes e tão próximos!
A tua poesia é linda!

beijos