quinta-feira, 1 de março de 2007

Páginas vazias de nós


Construo um livro
De páginas vazias de nós...

Cada dia,
As minhas mãos dementes
Inventam e moldam
Mais uma página...
Empurro os teus impulsos
Para dentro de cada uma;
Roubo ao silêncio da tua boca
Frases que me apetecem
No fecho de capítulo...

Absorvo-te na chama que arde em mim
E, com o estilete da alma,
Desenho nos teus ouvidos
Desafios,
Canções
E ilusões.

Voo para lá de cada página,
Numa tentação indecifrável,
E procuro que as tuas mãos
Me prendam ao teu cheiro,
Me desfaçam as confissões
Que projecto em cada linha
Escrita sem nós!

13 comentários:

Uma vida... disse...

Obrigada pela visita. Beijos.

poetaeusou disse...

com um estilete construo.
um projecto indecifrável.
vazio de confissões.
nos dementes impulsos.

bj)

João Cordeiro disse...

Obrigada minha fã fiel.
Sempre lindos comentários.
Quanto à foto, concordei contigo. Não encontrei nenhum "borgeço" de dentes amarelados, mas esta penso que tem mais a ver com o tema.

Beijinho amiga criativa

Entre linhas disse...

Um livro constituí o percurso da vida e cada página é transformada num diário.

E cada linha uma decifra...

Beijinhos Zita

Vera disse...

Belíssimo! Gostei imenso de te "conhecer".
Um livro vazio de páginas de nós... Lindas metáforas.

Beijinhos

Anónimo disse...

“Páginas vazias de nós…”

“Absorvo-te na chama que arde em mim”
E…

O livro da vida é um valor equivalente ao valor da própria vida!...

Quantos de nós nos propomos preencher diariamente as suas páginas, com conteúdos que projectamos e sonhamos… e na hora de o fechar… contactamos com muitas… muitas páginas vazias de nós…

Parabéns, poetisa, pela grande profundidade poética e sentimental do teu poema. Para meditar…

Beijinho - Friend

rui disse...

Olá Poesia,

És na verdade uma grande "manipuladora" de palavras!
Só consegues compor poesia com qualidade.
Adorei.

Beijinhos

António disse...

Querida Maria!
Um poema forte...quasi arrebatador!
Obrigado pelo comentário ao texto do (pequeno) mundo visto de uma janela.

Beijinhos

Mário Margaride disse...

Somos de facto um livro, de páginas em branco. Onde todos os dias, escrevemos uma palavra...

Beijo

Escorpiana Explosiva disse...

Que bonitas palavras minha amiga,nossas vidas são livros escritos por aqueles que nós admiram.

Um abraço

Isa&Luis disse...

Olá,

Simplesmento belo os teus sentires.

Gostei muito de te ler.

Beijinhos

Isa

Conceição Bernardino disse...

Olá,

Melhores flores

As melhores flores e
Cores espalhadas em
Manchas
Largas de caminhos
Pisoteados marcados por
Anónimos passos

Poema do livro “Múltiplos de ti” da autora Marita Ferreira

É esta a flor que vos ofereço...
Bom fim-de-semana
Beijinhos Conceição Bernardino
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

Diário de um Anjo disse...

"Construo um livro
De páginas vazias de nós..." será triste ou será feliz..criar uma livro comum além da unicidade..eis a beleza da poesia, são os olhos de quem a lê que lhe dá o sentido:-)
Bom trabalho!